GeralNotícias

Novo Toyota Supra chamado às oficinas… pela BMW

Foram apenas sete unidades, mas a ironia é grande!

A 12 de setembro, a Administração Nacional de Segurança no Trânsito dos Estados Unidos da América anunciou a campanha número 19V653000. Trata-se de um recall voluntário de segurança que envolve a montagem da presilha do cinto de segurança do Toyota Supra 2020, que pode ter sido soldada incorretamente. As boas notícias? Apenas sete veículos são afetados e quatro já foram retificados. A má notícia? O recall não veio da Toyota, mas da BMW.

Porque é que esta é uma má notícia? Porque a maior crítica ao novo Supra é sua conexão não insignificante à BMW. Praticamente tudo o que está sob a pele do carro desportivo é partilhado com o BMW Z4, e existe até uma sensação distinta de BMW no interior. O corpo é onde o Supra mantém seu distinto caráter Toyota, um facto que a fabricante pressionou desde antes da estreia do carro no salão automóvel de Detroit no início do ano.

Novo Toyota Supra chamado às oficinas… pela BMW 1
Fonte: Toyota

Obviamente, a estrutura geral do Supra é partilhada com a BMW. Ainda assim, passar por cima da Toyota para emitir um recall de segurança num componente não mecânico não parece bem para aqueles que argumentam que o Supra não é apenas um “Bimmer” reformulado. Quanto ao motivo pelo qual a Toyota não emitiu o recall, o relatório detalhado sugere que pode ter sido um problema de fornecedor e, se for um fornecedor que trabalha com a BMW, essa pode ser a causa. Além disso, a Toyota enviou em um e-mail à Motor1 referindo que a BMW constrói o Supra, pelo que a marca bávara é que lida com pedidos de recall. Mais uma vez, a ironia de tudo isto não se perde em nós.

pub

Fonte
Motor1
Mostrar Mais
Botão Voltar ao Topo